Notícias

Canadá deixará de fornecer armas a Israel

A ministra das Relações Exteriores, Melanie Joly, enfatizou que essa é uma mudança de política significativa e não meramente simbólica e é apoiada pelo Governo.
Canadá deixará de fornecer armas a IsraelGettyimages.ru / Raymond Boyd

O Canadá planeja suspender as vendas de armas a Israel, disse sua ministra das Relações Exteriores, Melanie Joly, depois que o Parlamento canadense aprovou uma moção não vinculativa que apelava ao Governo para que o fizesse, noticiou o Toronto Star.

Joly enfatizou que essa é uma mudança de política significativa e não meramente simbólica e é apoiada pelo Governo. No entanto, ainda não está claro quais armas a proibição abrangerá, pois grande parte do equipamento militar que o Canadá exporta para o país hebreu é modificado lá e devolvido para uso pelas Forças Armadas canadenses ou pelos aliados de Ottawa.

A declaração foi confirmada na terça-feira pelo secretário parlamentar do Ministério das Relações Exteriores, Robert Oliphant.

"Continuaremos a defender um cessar-fogo, continuaremos a não vender armas como prometemos e continuaremos a garantir que trazemos os reféns de volta às suas casas", disse Oliphant ao parlamento em Ottawa durante uma sessão de perguntas e respostas.

Por sua vez, o ministro das Relações Exteriores de Israel, Israel Katz, lamentou a decisão, afirmando que a história "julgará fortemente a ação do Canadá".

"É lamentável que o Governo canadense esteja tomando uma medida que mina o direito de Israel à autodefesa contra terroristas do Hamas", escreveu na sua conta no X.