Notícias

Putin: O Ocidente quer "um território moribundo em vez da Rússia", mas "calculou mal"

O presidente russo, Vladimir Putin, fez essa declaração durante seu discurso anual para a Duma Estatal e o Conselho da Federação, as duas câmaras da Assembleia Federal (Parlamento russo).
Putin: O Ocidente quer "um território moribundo em vez da Rússia", mas "calculou mal"Sputnik / Sergei Guneev

O presidente russo, Vladimir Putin, denunciou que os países ocidentais querem ver "um território moribundo em vez da Rússia", mas "calcularam mal". Ele fez essa declaração durante seu discurso anual à Duma Estatal e ao Conselho da Federação, as duas câmaras da Assembleia Federal (Parlamento russo), em Moscou, nesta quinta-feira.

Putin disse que o Ocidente, em sua tentativa de enfraquecer a Rússia, foi confrontado com a forte postura e determinação do povo russo multinacional que desempenha "o papel decisivo nessa luta justa".

"Em vez da Rússia, eles precisam de um território dependente, moribundo e enfraquecido, onde possam fazer o que quiserem", disse ele, referindo-se aos hábitos coloniais do Ocidente coletivo.

"Em essência, eles gostariam de fazer com a Rússia o que fizeram em muitas regiões do mundo, incluindo a Ucrânia: trazer discórdia para nossa casa e nos enfraquecer por dentro. Eles calcularam mal", argumentou Putin, acrescentando que, "até hoje, isso é absolutamente óbvio".

O mandatário também enfatizou que Moscou está ciente de que o Ocidente está tentando arrastar a Rússia para uma corrida armamentista, desgastar o país e "repetir o truque que fez com a URSS".

A mensagem do mandatário é um documento político e jurídico de natureza programática, que descreve as direções estratégicas do desenvolvimento da Rússia no futuro próximo. Inclui disposições políticas, econômicas e ideológicas e propostas específicas no campo do trabalho legislativo de ambas as câmaras do Parlamento.

Mais informações em breve.