Notícias

Políticos latino-americanos expressam condolências após notícia da morte de Piñera

O ex-mandatário perdeu a vida aos 74 anos de idade em um acidente aéreo, depois que o helicóptero em que viajava caiu na comuna de Lago Ranco, região de Los Ríos.
Políticos latino-americanos expressam condolências após notícia da morte de PiñeraGettyimages.ru / Sebastián Vivallo Oñate/Agencia Makro

Presidentes e ex-presidentes da América Latina expressaram seu pesar pela morte do ex-governante chileno Sebastián Piñera nesta terça-feira.

O ex-presidente, que governou o Chile em duas ocasiões -2010 a 2014 e 2018 a 2022-, perdeu a vida aos 74 anos de idade em um acidente aéreo, depois que o helicóptero em que viajava caiu na comuna de Lago Ranco, região de Los Ríos.

O Gabinete do presidente da Argentina, Javier Milei, expressou suas condolências pela morte do ex-mandatário.

"Enviamos nossas condolências à sua família, amigos e a todo o povo chileno", diz o comunicado.

No mesmo país, os legisladores da Câmara dos Deputados do Congresso fizeram um minuto de silêncio em homenagem ao ex-presidente falecido, enquanto a "lei geral" de Milei estava sendo debatida naquela câmara.

O presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou, foi um dos primeiros a expressar suas condolências. Ele expressou suas condolências ao povo chileno e à família do ex-presidente por meio de sua conta no X.

"Conheci o presidente Piñera há vários anos. Ele sempre teve uma atitude positiva com relação ao Uruguai e pessoalmente. Como exemplo, basta mencionar seu apoio com a logística oferecida para a chegada das vacinas durante a pandemia", lembrou.

Na Colômbia, os ex-presidentes Álvaro Uribe Vélez (2002-2010) e Iván Duque (2018-2022) se juntaram ao luto.

"O presidente Piñera era um grande amigo da Colômbia e eu pessoalmente tinha uma amizade com ele, que valorizo muito, desde 2004", escreveu Uribe em sua conta no X.

Por sua vez, Duque disse sentir "a maior dor" com a morte do homem que considerava seu "grande amigo e companheiro". "Um líder único, um ser humano íntegro e um amigo como poucos, que sempre apoiou a Colômbia".

No Equador, o presidente da Assembleia Nacional, Henry Kronfle, pediu um minuto de silêncio e toda a legislatura prestou homenagem em sinal de luto e condolências.

O ex-presidente equatoriano Guillermo Lasso também lamentou a morte de Piñera, a quem considerava seu amigo. "Ele era um grande homem, leal aos princípios do mundo democrático", disse Lasso.

Da mesma forma, a presidente do Peru, Dina Boluarte, expressou suas "mais profundas condolências à família do ex-presidente Piñera", a quem considerou um "importante líder político da região" que "fortaleceu os laços de amizade e cooperação" entre peruanos e chilenos.

Do Brasil, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse estar "surpreso e triste" com a morte de Piñera e lembrou que ambos haviam trabalhado para fortalecer as relações entre seus países e que sempre mantiveram um bom relacionamento. "É muito triste que ele tenha falecido tão abruptamente. Minhas mais profundas condolências à família e aos amigos de Piñera por essa perda", acrescentou.

Por sua vez, o ex-presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, compartilhou uma foto sua com Piñera, expressando seu "profundo pesar".

Mais informações em breve