Notícias

Chile exclui Israel do fórum de defesa

Diferentes grupos também pediram às instituições chilenas que não comprassem mais armas ou sistemas de segurança do país hebreu.
Chile exclui Israel do fórum de defesaGettyimages.ru / Lucas Aguayo Araos/Anadolu Agency

O Ministério da Defesa do Chile anunciou nesta terça-feira que, "por decisão do Governo" de Gabriel Boric, as empresas israelenses não participarão da Feira Internacional do Ar e do Espaço (Fidae) de 2024.

A Fidae, organizada pela Força Aérea do Chile, será realizada entre 9 e 14 de abril no país latino-americano.

Em uma breve declaração, o Ministério da Defesa disse que é a principal feira aeroespacial e de defesa da América Latina, uma das cinco maiores do mundo, e reúne expositores de mais de 40 países.

O que está por trás disso

A decisão de Boric ocorre depois que grupos de direitos humanos e organizações da sociedade civil rejeitaram a presença de Israel na Fidae 2024, que atualmente está sendo investigado pela Corte Internacional de Justiça pelo crime de genocídio contra o povo palestino.

Dadas as supostas evidências de que o Governo israelense comete graves violações do direito humanitário internacional, eles também pediram que as instituições chilenas parassem de comprar armas, sistemas de defesa ou segurança de empresas israelenses.

Boric é um dos líderes da região que condenou o ataque implacável de Israel à Faixa de Gaza.